Em formação

Patos: pato-barbeiro, Cairina moschata

Patos: pato-barbeiro, Cairina moschata

Origem, difusão e características econômicas

Lanatra Muta di Barberia (ou Muschiata) derivou da Chairina moschata, uma espécie nativa da América do Sul e já chegou à Europa em sua forma doméstica. É especializada na produção de carne de excelente qualidade (embora não tenha grande reputação pelo cheiro de almíscar que emana da glândula européia; esse cheiro é perceptível apenas em indivíduos com mais de um ano de idade; decapitação de animais imediatamente após a morte elimina o cheiro característico) e o fígado adequado para a produção foie gras. Ele tem hábitos crepusculares. Excelente folheto. Os patinhos têm um crescimento rápido e são abatidos entre 75 e 90 dias, quando os machos atingem um peso de 2,5 a 3,0 kg. Também é produzido para fins ornamentais.

Características morfológicas

Existem muitos caracteres que o diferenciam do pato doméstico comum (derivado do pato-real Anas platyrhynchos):
- bochechas nuas e carunculosas, vermelhas; pernas grifagne muito robustas;
- timoneiro não enrolado;
- a incubação dura 5 semanas em vez de 4;
- não sente necessidade de água e tem aptidão para voar;
- à prova de som;
- carne muito valiosa e menos gordurosa;
- acoplado ao pato comum de híbridos inférteis (Mulards).
Os depoimentos anuais são quatro alternados aos chocados (cerca de 100 ovos por ano, com casca amarela esverdeada e peso médio de 70 a 90 gramas).
Existem algumas variedades, incluindo branco e preto, branco, bronze e azul ardósia.

Peso médio:
- Macho: Kg. 3,0 - 4,5
- Fêmea: Kg. 2,0 - 3,5

Acasalamento de pato-almiscarado ou Barberia domestica (foto Lanare)

Padrão de pato-almiscarado Barbera - FIAV

I - GERALIDADES
Origem: América do Sul. Região de Barberia, onde ainda hoje está em estado selvagem.
Ovo
Peso mínimo g. 70
Cor da carcaça: branco amarelado.
Anel
MALE: 22
FÊMEA: 18

II - TIPO E ENDEREÇOS PARA A SELEÇÃO
Pato com mancal horizontal, tronco alongado em forma de barco, ausência de quilha, cauda longa, livre de cachos e face caracterizada por carúnculos altamente desenvolvidos. É o maior pato doméstico e o macho é muito mais volumoso e mais pesado que a fêmea. A capacidade de voar ainda é muito desenvolvida e em ambos os sexos a voz está quase completamente ausente. A fêmea é uma excelente máquina de ninhada. Mantenha a forma típica.

III - PADRÃO
Aparência e características gerais da raça
1- FORMULÁRIO
Tronco: muito alongado, largo, mas raso, sem quilha.
Cabeça: muito grande, com crânio arredondado e testa larga e plana. Penas extensíveis e eréteis na cabeça.
Bico: médio longo, ligeiramente côncavo, torna-se mais fino em direção à ponta, unha curvada como um gancho. Protuberância muito desenvolvida no homem.
Olhos: localizado no centro da cabeça, grande o suficiente, com carúnculo ocular vermelho-escuro.
Rosto: bochechas não macias, do vermelho ao preto, carunculosas, mas sem excesso, com a pele que congloba o olho; a garganta está emplumada.
Carúnculos: Magro, achatado, preto vermelho, mais desenvolvido no homem do que na mulher, especialmente em indivíduos adultos; são indesejados na nuca.
Pescoço: longo, médio, muito forte, em forma de S, para trás ligeiramente desgastado.
Ombros: muito largos, arredondados.
Dorso: muito longo, largo, ligeiramente arredondado e arredondado, estreitando-se em direção à cauda, ​​transportado horizontalmente.
Asas: Caudais muito longos, grandes, largos, justos e altos.
Cauda: longa, larga, em forma de ladrilho, arredondada no final.
Peito: muito largo, cheio, redondo, sem quilha, portado em média alto, mas sem excesso.
Pernas: pernas longas e médias, muito fortes, escondidas na plumagem; tarso de comprimento médio, dedos sólidos, unhas poderosas e curvas.
Musculatura: Bem desenvolvida com carne abundante.
Pigmentação: acentuada.
Pele: Elástica e branca.
Barriga: larga e plana.
2 - PESOS
HOMEM: Kg. 3,0 - 4,5
FÊMEA: Kg. 2,0 - 3,5
Defeitos graves:
Ausência de carúnculos ou desenvolvimento excessivo.
Macho: peso inferior a kg. 2.5
Fêmea: peso inferior a kg. 1.5
3 - PLUMAGEM
Conformação: estrutura de comprimento médio, justo, bastante rígida, baixa e densa, com plumagem da juba erigida em um estado de excitação, remiges secundários muito grandes, remiges primários e timoneiro longo e duro, ausência de cachos na cauda do macho.

IV - CORES

SELVAGEM
MASCULINO E FEMININO
Cor básica preta com reflexos verdes metálicos. Essa cor é acentuada nas costas e se torna azul aço nas remiges. O peito, a barriga, as coxas e as pernas são de uma cor preta opaca com reflexos marrom-púrpura; os grandes abrigos de asas são quase completamente brancos. Traços de branco na cabeça e pescoço são tolerados, mas apenas em adultos. Casaco cinzento preto.

AZUL SELVAGEM
MASCULINO E FEMININO
É idêntico à coloração selvagem. O preto é substituído pelo azul cinza uniforme.

BRANCO
MASCULINO E FEMININO
A cor, o design e a jaqueta são de cor branca pura.

PEARL GREY
MASCULINO E FEMININO
A plumagem é um edredom inteiramente azul brilhante, cinza azul.

WHITE PIECE BLUE
MASCULINO E FEMININO
Cor de fundo branco puro. Campos azuis bem delimitados são necessários na cabeça, ombros, quadris e cauda. Na cabeça, o boné, preto azulado, começa na raiz do bico e continua, acima da face nua, até o final do pescoço, não muito longe do pescoço. Uma faixa branca entre o rosto e a tampa não deve ser considerada um defeito. O desenho nas costas, na forma de um coração e na forma de cauda nas áreas coloridas, sem manchas brancas. O design dos quadris começa acima ou atrás das pernas e vai com uma largura variável até o design das costas. Undertail de preferência branco puro. Face vermelha, manchas brancas permitidas que podem se expandir com a idade. Olhos, bico e tarso orientam-se conforme necessário na cor azul selvagem.

WHITE PIECE BLACK
MASCULINO E FEMININO
Cor de fundo branco puro. Campos de cor preta bem definida são obrigatórios na cabeça, ombros, quadris e cauda. Na cabeça, o gorro preto começa na raiz do bico e continua acima do rosto nu até o final do pescoço, não muito longe do pescoço. Olhos, bico e tarso se orientam conforme necessário na coloração selvagem.

MARROM SELVAGEM
MASCULINO E FEMININO
Cor de fundo marrom intensa, o mais uniforme possível, com reflexos de cobre brilhantes. Os grandes abrigos das asas são, na maioria das vezes, brancos e aumentam com a idade do sujeito; em indivíduos jovens, no entanto, apenas algumas penas brancas são visíveis. Um pouco de branco na cabeça e na parte superior do pescoço é permitido em animais adultos. Rosto: de preferência vermelho; partes pretas, que podem aumentar com a idade, são permitidas. Olhos: castanhos claros. Bico: da cor da carne ao vermelho; unha preta. Tarso e dedos: marrom escuro com manchas mais claras.


Vídeo: Pato-selvagem, Pato-do-mato, Cairina moschata, Muscovy Duck, Anseriformes, Família Anatidae, (Setembro 2021).