Em formação

Patos: Pato Rouen escuro

Patos: Pato Rouen escuro

Origem, difusão e características econômicas

O tipo leve é ​​o original de origem francesa, a variedade escura deve-se à seleção inglesa e alemã e é uma raça agora distinta do progenitor.
Rouen Chiara é uma raça pesada originária da França (Normandia); há Rouen Sombrio, pior depositante de Chiara (e menos precoce), é bastante difundido na Inglaterra e na Alemanha.
O Rouen Chiara foi muito criado no passado como uma raça de carne, apesar da má atitude em relação ao depoimento. Parece ter sido obtido do cruzamento com pato selvagem e seleção subsequente. Raça inicial com esqueleto fino e boas massas musculares, que carne de excelente qualidade.
Particularmente apreciado na França como a raça Bresse entre galinhas e Toulouse entre gansos. Põe ovos verde pálidos.

Características morfológicas

Pato muito grande com um temperamento calmo; de forma retangular em raças de carne. Hábito horizontal. Presença de quilha grande.
Duas normas estão previstas no padrão italiano: Selvatica e Selvatica Blu.

Peso médio:
- Macho: 3,5 - 4,0 kg
- Fêmea: 3,0 - 3,5 kg


Dark Rouen Ducks

Padrão da raça - FIAV

I - Geral

Origem
Selecionado para fins econômicos a partir de patos do país, perto de Rouen (França). Aperfeiçoado para tamanho e cor na Inglaterra.

Ovo
Peso mínimo g. 80
Cor da casca: esbranquiçado a verde-azulado.

Anel
Homem e mulher: 18

II - Tipo e Endereço para Seleção
Pato muito grande com um temperamento calmo; de forma retangular em raças de carne. Presença de quilha grande.

III - Padrão
Aparência geral e características da raça

1 - Formulário
Tronco: longo, largo e profundo; menor no sexo feminino do que no masculino.
Cabeça: alongada e redonda; testa ligeiramente acentuada; bochechas imperceptíveis.
Bico: longo no macho; largo com parte superior ligeiramente côncava; verde azeitona com gancho preto em forma de garra. Na fêmea de comprimento médio, um pouco menor que a do macho; amarelo acastanhado; no centro, um desenho levemente enegrecido que também se estende até a ponta; unha preta.
Olhos: íris escura.
Pescoço: de comprimento médio no sexo masculino; ligeiramente arqueado. Um pouco mais curto na fêmea.
Dorso: longo, ligeiramente arredondado.
Asas: longas e vãos bem apertadas ao corpo. Não muito apertados, eles devem cobrir as costas o máximo possível.
Cauda: horizontal e fechada.
Peito: proeminente, cheio e profundo; formação de quilhas muito retas.
Pernas: fortes; escondido por plumagem abundante. Tarso muito forte; Comprimento médio; vermelho alaranjado no macho, vermelho pálido na fêmea; unhas escuras.
Barriga: profunda; uma dobra (quilha) de couro se estende do peito ao trem traseiro. Linha inferior da quilha reta, não deve tocar o chão.

Defeitos graves:
Falta de tamanho e comprimento; ausência da quilha.

2 - Peso
Macho: kg. 3.5-4.0
Fêmea: kg. 3.0-3.5

3 - Plumagem
Conformação: bem desenvolvida; suave.

IV - Cores

SELVAGEM
MASCULINO
Cabeça e pescoço azul esverdeado brilhante; no terço inferior, colarinho preciso e estreito, aberto nas costas. Peito marrom-vermelho ou chocolate marrom que transborda o mínimo possível na cor cinza pérola prateada dos quadris e pernas que terminam sob a cauda. Parte traseira escura que muda progressivamente para preto. Cachos pretos com reflexos verdes. Pequenos abrigos de asas cinza-prateadas que mudam para marrom. Espelho azul esverdeado no centro da asa, delimitado na frente e atrás por uma faixa preta, além de uma fina faixa branca.
FÊMEA
Cabeça marrom de intensidade média; ligeiro clareamento da sobrancelha permitida. Pescoço um pouco mais leve. Costas, tórax, quadris e região abdominal marrom-dourado apoiados com um design claro e preciso, em forma de ferradura, preto-marrom, que começa no peito para ser ainda mais preciso nas costas e nos quadris e depois enfraquecer no trem traseiro. O design é formado da seguinte forma: cor de fundo marrom (marrom claro admitido na parte central) com bainha dupla em forma de ferradura marrom preta, fora da bainha marrom dourada intensa na forma de ferradura. Espelho como o do homem com bordas preto e branco.
Defeitos graves:
Macho: bico cor de chumbo, peito manchado; muita fuligem ou ferrugem nos pequenos abrigos das asas, na barriga e nos quadris; muito branco na plumagem sob caudal preto.
FÊMEA: cor de fundo preto; design fortemente desbotado; ausência de todas as bordas brancas do espelho retrovisor; garganta branca ou muito clara.

AZUL SELVAGEM
Como a variedade Selvatica, o azul substitui o marrom preto. Um desenho em ferradura menos preciso é permitido na fêmea.
Defeitos graves:
Macho: bico cor de chumbo, peito manchado; muita fuligem ou ferrugem nos pequenos abrigos das asas, na barriga e nos quadris; muito branco na plumagem sob caudal preto.
FÊMEA: cor de fundo preto; design fortemente desbotado; ausência de todas as bordas brancas do espelho retrovisor; garganta branca ou muito clara


Vídeo: Mis Patos Rouen (Setembro 2021).