Em formação

Raças de cães: Beagle Harrier

Raças de cães: Beagle Harrier

Origem, classificação e história

Origem: França.
Classificação F.C.I: Grupo 6 - cães e cães por trilha de sangue.

Desde o século XVIII, ocorrem travessias entre o "Beagle inglês" e o "Harrier". Até esse tipo de cruz, como muitos outros, foi realizado por entusiastas da caça, que, não satisfeitos com o desempenho do "Beagle", tentaram criar um novo tipo de cão, de tamanho maior, com as características necessárias. para fins de caça. Mas diz-se que os produtos desses cruzamentos não foram satisfatórios. Depois de algum tempo, na França, o Barão Gérard Grandin de l'Eevevier conseguiu definir as características dessa nova raça e também foi o primeiro criador a usar todo um conjunto de Beagle Harrier. Para muitos fãs, o Barão Gérard é considerado o criador da raça. Desde a primeira intenção de reunir em uma raça as características olfativas e a predisposição para caçar o Beagle e um tamanho maior, nasceu uma raça muito difundida na França. Não é comum na Itália.

Aspecto geral

Cão de tamanho médio, mesomórfico dolominocefálico. Classificado como morfologicamente bracoide. É um cão harmonioso e bem equilibrado. É distinto, mas com substância. Raça bem construída, leve e elegante. Sua aparência é sólida, energética, rápida e vigorosa. É mais leve que o Beagle inglês, embora maior em tamanho. É um típico cão de caça leve.

Personagem

Ele é um cachorro com energia inesgotável e explosividade muscular. Muito resistente e rústico. Adapta-se muito bem a qualquer clima e temperatura. Companheiro fiel e leal. Ele mostra uma inteligência incrível e uma tendência acentuada para entender os comandos do proprietário. Cão caminhante muito tônico e incansável. Ele se sente confortável em todos os tipos de terrenos e lugares selvagens. É aconselhável usar esta raça em roupa de mergulho para caça e não solitária, porque o rendimento é maior. Se usado corretamente, também é adequado para estar em casa com a família.

Beagle Harrier (foto http://web.tiscali.it/beagleclub)

Padrão

Altura: de 43 a 48 cm; É permitida 1 cm a mais de tolerância para um assunto excelente.

Tronco: peito bem descido, suficientemente aberto, mas não muito estreito, o que reduziria demais a caixa torácica. Esterno bem prolongado nas costas. As costelas falsas, sem serem muito cilíndricas, devem ser longas e circulares o suficiente para constituir uma amplitude torácica suficiente. Costas curtas, bem apoiadas e musculosas. Rim forte. Quadris não muito cheios, porém não muito retraídos. Também bem destacado, oblíquo e forte.
Cabeça e focinho: moderadamente forte, com um crânio bastante amplo e bastante amplo. Crista occipital apenas marcada, bengala nasal bastante reta, mas nunca pele de carneiro. A parada não é muito evidente. O comprimento do focinho é igual ao do crânio. Nunca quadrado, mas com um perfil afiado, sem no entanto ser apontado. Os lábios cobrem a mandíbula inferior, sem ficar pendurados.
Trufa: preta, bem desenvolvida.
Dentes: completos em desenvolvimento e número.
Pescoço: solto, embora bem inserido nos ombros, arredondado na parte superior.
Orelhas: quase planas, de comprimento médio e largo, inseridas acima da linha dos olhos Eles têm uma forma intermediária entre a orelha arredondada do Beagle e a orelha em forma de V do Harrier.
Olhos: bem abertos, de cor escura e acima de tudo com expressão franca, viva e inteligente.
Membros: fortes e perfeitamente dianteiros. Nos quartos traseiros, as coxas são bem descidas, de carne e bem musculosas. Os jarretes estão perto do chão e bem direcionados.
Ritmo: elástico, vivo e seguro.
Ombro: longo, oblíquo e musculoso.
Musculatura: bastante desenvolvida em todo o corpo.
Cauda: comprimento médio, ligeiramente espetada e carregada alegremente.
Cabelos: muito espessos, não muito curtos, lisos.
Cores permitidas: não é um aspecto importante. Geralmente é tricolor, com marcações mais ou menos vivas, pálidas ou carbonadas. Como existem Harriers cinza, os tricolores cinza ou branco-cinza não devem ser penalizados.
Defeitos mais comuns: aparência assustada, cabeça pesada do tropeço, batente excessivo, nariz carneiro, focinho muito curto, orelhas amassadas, trufa despigmentada, prognatismo, enognatismo, bordas pálpebras descoloridas, queda de nós, falta de dentes, monorquidismo, criptorquidia, movimento incorreto.

com curadoria de Vinattieri Federico - www.difossombrone.it


Vídeo: VEJA COMO SURGIU A RAÇA BEAGLE. (Setembro 2021).